Exposição do Digo no SESC – Apenas faça!

Não se lamente, faça. Apenas faça. Reclamar é fácil, criticar é fácil… Fazer é mais divertido.

Neste trabalho, Digo pensa um universo particular construído dentro de um cubo branco. A narrativa esta presente de forma única. Tudo é interligado, as cores, objetos, linhas, contornos, direções e sentido criam uma narrativa circular, abstrata e repleta de interpretações.

“Apenas faça” são palavras de ordem. Elementos que estão presentes na essência de alguém que resolve fazer grafite numa cidade que não tem muro. Digo é o primeiro a se aventurar nesse universo do grafitte em Chapecó. É inquieto, o ponto de interrogação é uma constante no seu dia a dia e no seu trabalho. O que move as pessoas são as perguntas. Nessa insistência por estabelecer algo é que Digo constrói sua identidade. O rosto do artista adquire outra proporção e passa ser sua obra. A identificação das pessoas acontece através dos sentimentos compartilhados.

Acompanhei o inicio dos trabalhos no domingo que antecedia a exposição. Vi os rafes e fiquei imaginando como aquilo tudo tomaria forma. Mesmo com o meu esforço, não consegui chegar a um terço do que seria o resultado final. Pensei que não daria tempo. Mas o tempo é relativo. Digo passou alguns dias na Galeria de Artes SESC. A idéia não era preencher tudo nos mínimos detalhes. Era trabalhar os elementos de forma ordenada. Organizar esse caos. Possibilitar leituras, interpretações. Está tudo ali. O branco é o silencio. O intervalo entre uma reflexão e outra. Reflexões de uma obra que nos abraça. A visão é essencial, mas não consegue perceber o todo. O cheiro da tinta não se faz presente devido as alergias de primavera. Aproxime o olhar, observe tudo atentamente, sinta as cores e as texturas. A luz intensifica o olhar. Valoriza as formas. Tudo é muito bem pensado. Amarrado. A obra poderia ser vista como um resumo circular de uma curta história. Uma história repleta de objetos, figuras e significados. Uma história que tem muito a evoluir, mas que já se mostra imponente. A metáfora do cubo branco nos deixa pequenos perante o universo de possibilidades que se abrem.

Acompanhe o trabalho do digo aqui: http://www.flickr.com/photos/digo_c

Em tempo: a proposta da exposição veio de uma parceria com o SESC, um projeto que prevê além do grafite:

– Galeria de Artes SESC Chapecó – 06 de outubro a 02 de novembro

– Entrada do Pavilhão 1 – EFAPI 2011 – de 7 de outubro a 16 de outubro

– Hall de entrada Supermercado Celeiro Center – 16 de novembro a 30 de novembro

Informações:
Programa de Cultura SESC Chapecó – Telefone:(49)3319-9128

 

Anúncios

0 Responses to “Exposição do Digo no SESC – Apenas faça!”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: